Katembe Top Fishing Sites

terça-feira, 16 de junho de 2015

Hat-trick aos robalos

Hat-trick

Por vezes na vida temos daquelas sensações inexplicáveis que certamente serão golpes de sorte mas que nos deixam a matutar, a vontade era nula e a chuva era imensa mas estava com uma grande fezada de que iria ferrar uns robalotes ao amanhecer… fazer um hat-trick  tal Cristiano Ronaldo!

Ainda de noite, com muita chuva e algum vento iniciei a faina e logo denoto que também o mar está com bastante sujidade. Momentos depois e já o dia nascia, rumo uma centena de metros a sul onde o mar trabalhava muito bem, lancei e mal o vinil (black minnow 120/25gr rosa) tocou na água o ataque foi instantâneo, peixe lutador (1,5Kg/54cm) na ponta da linha e cana vergada qual saudação ao Lobo do mar e ao seu deus Poseidon!

O primeiro da faina

Cinco minutos passados e já com uma duo tms AHA0011 ferrei um robalote (800gr/43cm) aos meus pés nos últimos cm de água! Sem tempo a perder fiz novo lançamento, duas corricadelas e forte ataque…que força e fantástica luta que este Labrax (1.8Kg/56cm) demonstrou para o seu tamanho, momentos deliciosos desta nossa paixão que é a pesca!

Ainda tentei ultrapassar o CR7 mas o hat-trick já estava feito tal como previ…que sorte Zé!!!

Material utilizado
Cana: Cinnetic explorer sea bass 330
Carreto: Penn conflict 4000
Amostras matadoras: Black minnow 120/25gr rosa e Duo tms 175 AHA0011

sábado, 30 de maio de 2015

Uma manhã às trutas

Uma manhã às trutas em nove fotografias...


O dia a nascer

Master Manuel em acção...




Commander José "fisgando" uma pintona...

A pequenina selvagem

Regressando ao habitat



Açude das trutas "tarolo"



terça-feira, 28 de abril de 2015

Escala de ventos Beaufort


O Almirante da Real Marinha Britânica Sir Francis Beaufort, em 1805, organizou uma tabela de faixas de velocidade do vento, relacionando com os seus efeitos visíveis, criando assim a Tabela Beaufort, utilizada até hoje. Ela possibilita a todos, através da observação dos efeitos causados, determinar o valor relativo a esse vento, segundo a tabela seguinte:

Grau
Designação
Símbolo
meteorológico
Km/hora
Aspecto do mar
Efeitos em terra
0
Calmaria
http://www.fpcolumbofilia.pt/meteo/escola19/beauf00.gif
0 a 1
Espelhado
Fumo sobe na vertical
1
Aragem
http://www.fpcolumbofilia.pt/meteo/escola19/beauf01.gif
2 a 6
Pequenas rugas na superfície do mar
Fumo indica direcção do vento
2
Fraco
http://www.fpcolumbofilia.pt/meteo/escola19/beauf02.gif
7 a 12
Ligeira ondulação sem rebentação
As folhas das árvores movem-se; os moinhos começam a trabalhar
3
Bonançoso
http://www.fpcolumbofilia.pt/meteo/escola19/beauf03.gif
13 a 18
Ondulação até 60 cm, com alguns carneiros
As folhas agitam-se e as bandeiras desfraldam ao vento
4
Moderado
http://www.fpcolumbofilia.pt/meteo/escola19/beauf04.gif
19 a 26
Ondulação até 1.5 m,carneiros frequentes
Poeira e pequenos papéis levantados; movem-se os galhos das árvores
5
Fresco
http://www.fpcolumbofilia.pt/meteo/escola19/beauf05.gif
27 a 35
Ondulação até 2.5 m, muitoscarneiros
Movimentação de árvores pequenas; superfície dos lagos ondula
6
Muito Fresco (Frescalhão)
http://www.fpcolumbofilia.pt/meteo/escola19/beauf06.gif
36 a 44
Ondas grandes até 3.5 m; borrifos
Movem-se os ramos das árvores; dificuldade em manter um guarda chuva aberto
7
Forte
http://www.fpcolumbofilia.pt/meteo/escola19/beauf07.gif
45 a 54
Mar revolto até 4.5 m com espuma e borrifos
Movem-se as árvores grandes; dificuldade em andar contra o vento
8
Muito Forte
http://www.fpcolumbofilia.pt/meteo/escola19/beauf08.gif
55 a 65
Mar revolto até 7.5 m com rebentação e faixas de espuma
Quebram-se galhos de árvores; circulação de pessoas difícil
9
Duro
http://www.fpcolumbofilia.pt/meteo/escola19/beauf09.gif
66 a 77
Mar revolto até 9 m; borrifos afectam visibilidade
Danos em árvores; impossível andar contra o vento
10
Muito Duro
http://www.fpcolumbofilia.pt/meteo/escola19/beauf10.gif
78 a 90
Mar revolto até 12 m; superfície do mar branca
Árvores arrancadas; danos na estrutura de construções
11
Tempestade
http://www.fpcolumbofilia.pt/meteo/escola19/beauf11.gif
91 a 104
Mar revolto até 14 m; pequenos navios sobem nas vagas
Estragos abundantes em telhados e árvores
12
Furacão
http://www.fpcolumbofilia.pt/meteo/escola19/beauf12.gif
> 105
Mar todo de espuma; visibilidade nula
Grandes estragos


Previsão para o dia 28 de Abril 2015 - Miramar
http://www.ipma.pt/pt/maritima/costeira/


segunda-feira, 6 de abril de 2015

Visita ao Alfusqueiro

As águas cristalinas e o baixo caudal associados a um dia muito soalheiro não eram presságio para uma boa pescaria mas iria ser certamente uma manhã relaxante em contacto directo com a natureza.

Nesta visita ao rio Alfusqueiro, muito calmamente e durante 5 horas percorri um troço com cerca de mil metros, metade dele desconhecido para mim.



Tal como previ as trutas não se mostraram muito activas, exceptuado um fantástico período de 30 minutos em que efectuei 5 capturas entre os 17 a 22cm e a captura de um lindo exemplar com cerca de 30 cm que na hora da pose para a foto esgueirou-se da minha mão e regressou uns segundos mais cedo ao seu habitat.



Após a manhã de pesca, um excelente almoço em Paços de Vilharigues na comemoração do 3º aniversário da minha querida sobrinha Gabriela.