Katembe Top Fishing Sites

sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

O primeiro de 2015

Foi no primeiro domingo do ano e com o mar bem “rasgadinho”, que efectuei a primeira captura em 2015. Um belo e gordinho Labrax, que não parecendo na fotografia, estava a uns gramas dos 3Kg.

Não posso deixar de referir que o pesqueiro em que efectuei a captura, com as condições de mar existentes e no ponto de água ideal é verdadeiramente… um must!!! 





segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

Robalos de Natal

Para desenjoar tudo de bom que o Natal nos põe à mesa, ainda mais este ano em que abusei muito, nada como logo de seguida e aproveitando o excelente estado do tempo e do mar tentar um robalinho de Natal.  

E assim foi, no “dia da ressaca” lá fui brindado com dois robalos, nomeadamente com 1.2Kg e 2.4Kg num spot onde já não me deslocava há bastante tempo.


Aproveito para desejar a todos um excelente 2015, além de muita saúde, que seja um ano repleto de vitórias e conquistas.
Divirtam-se e sejam felizes!!

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Pesca & Caça

Uma sexta-feira de férias e um fim-de-semana prolongado, com a manhã de 6ª  destinada a um spinning e parte de domingo com uma caçada às bravas perdizes em Várzea da Serra no alto de Santa Helena.

Com o dia a nascer e um mar em início de enchente com um aspecto fenomenal, verdadeiramente “robaleiro”, comecei a “bater” o spot  em leque e insistindo num caneiro que costuma ser produtivo com pouca água. Lançamento após lançamento e utilizando todo o arsenal seleccionado para as condições de mar existentes, era quase inacreditável como o peixe não dava sinal. Sentei-me um pouco e observei dois robalos a rasgarem diagonalmente a vaga com uma velocidade incrível…eles andam aí!!! Enquanto faço mais uns lançamentos aparece o amigo Cindo e inevitavelmente “duas de letra”. Posteriormente desloco-me um pouco a sul mas sem resultados. Passadas umas horas e já mais de meia-maré, o mar continuava a trabalhar bem e não podia desistir. Fui para o carro e desloquei-me para um pesqueiro cerca de 1 km a Norte na esperança de ainda safar a grade. Dito e feito! Ao 3º lançamento com uma Lucky Craft, ataque e ferragem mal comecei a recolher…ufff…que saudades de ouvir o carreto a “cantar” e com alguma facilidade consegui colocar o peixe (2.4Kg/60cm) a seco num areal entre as pedras.




Depois da captura de um belo robalinho só faltava mesmo um domingo com umas perdizes.

 A temperatura na serra ao nascer o dia era de 5 graus negativos, bem aconchegado lá comecei a caçar, já com o sol a raiar. Envolvendo a serra e cabeço atrás de cabeço lá encontrei um bando de perdizes, bem “esquentadas” e não dando hipótese de aproximação, mas mesmo assim consegui abater a primeira vermelhinha com um tiro muito largo (longe). Entretanto uma segunda algum tempo depois também já estava pendurada na cartucheira. Nos dias que correm um double de perdizes selvagens no Norte não é muito bom…é excelente!


Recordo que foi nesta serra, que o tio “Quim Tolinhas” ao meu lado, fez a sua última caçada e abateu a sua última perdiz e o quanto especial era este local para ele.

E assim foi  um fim-de-semana prolongado com Pesca & Caça.


segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Finalmente um robalinho!

Foi sem a mínima fezada que um dia destes me levantei de madrugada  na  expectativa encontrar algum Labrax perdido, sabendo também antemão  que as condições de mar estavam muito longe de serem as ideais. O vício e as saudades de sentir um robalinho na ponta da cana falaram mais alto e lá estava eu ainda de noite com as amostras e vinis na água, mas nem sinal de peixe, agradável somente a fresca aragem e o som da tímida rebentação.

O dia clareou lentamente e as amostras de superfície começaram a trabalhar sobre os caneiros, alguns deles  replectos de laminárias e foi precisamente quando  menos contava (é quase sempre assim!) que o robalo (46cm/1Kg) espectacularmente  atacou a amostra…brutal sensação, um "kileiro" com toda esta força, é sem duvida emocionante e fantástico um ataque e captura na superfície!


O Labrax foi filho único, mas sem dúvida que deu para animar e lembrar que eles “andam aí”!


Boas Fainas!