Katembe Top Fishing Sites

segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Trutas, festa e uns finos!

Para a grande maioria dos pescadores o passado 31 de Julho marcou o final de mais uma temporada de pesca às trutas. No entanto existem exceções e o rio Alfusqueiro é uma delas até ao dia 31 de Agosto.

Linda truta do Alfusqueiro
Aproveitando a deslocação a Paços de Vilharigues para assistirmos aos concertos dos Azeitonas e do António Zambujo integrados nas festas do castelo em Vouzela, uma pesquinha para fazer o encerramento da época no Alfusqueiro foi uma cereja no topo do bolo!


Se em Agosto o caudal dos rios é pequeno, este ano particularmente é por demais com a falta de chuva e consequente seca. As condições não eram as melhores, bem pelo contrário, pouca água e a previsão de um dia com muito sol e calor…excelente para banhos e uns finos!



Comecei a faina com o nascer do dia para aproveitar as sombras e locais específicos onde a água ainda corria e fundões onde as pintonas tranquilamente mosqueavam. Com muita admiração minha as bravas trutas começaram a colaborar, as capturas e respetivas devoluções foram surgindo além das ferragens mal sucedidas…estava a gostar do bonito e surpreendente espetáculo de pesca que estava a ter.




Com os raios de sol a começarem a refletir na água a atividade abruptamente terminou e nem mais um toque senti. Estava na hora de terminar a jornada e a época de 2015.

quinta-feira, 30 de julho de 2015

Litoral Alentejano…férias, pesca e amigos!


Soube a pouco mas foi verdadeiramente intensa a quinzena de férias passada na praia da Raposa no litoral Alentejano. Desliguei-me quase por completo das stressantes atividades diárias, descansei a mente e fiz o que mais gosto num ambiente absolutamente relaxante.


O relógio despertava às 5 horas da manhã para o impreterível spinning ao amanhecer, apelidado por alguém de “hora sexual dos robalos” e foi efetivamente nessa hora que efetuei várias capturas, com alguns robalos de bom porte e outras completamente surpreendentes ao spinning da costa como o caso de um bonito-do- atlântico (sarrajão) com 1,3Kg que deu uma luta fantástica não sabendo eu inicialmente que espécie de peixe tinha na ponta da linha.


Recordo especialmente o dia do meu quinquagésimo aniversário, 15 de Julho. Como quase sempre levantei-me ao amanhecer, desloquei-me para o cabeço selecionado e comecei a pescar ainda na escuridão, estava meia maré e a vazar, o mar trabalhava certinho verdadeiramente robaleiro. Enquanto pensava para os meus botões e já clareava o dia…naquela hora, um forte ataque e umas valentes cabeçadas que fizeram disparar o drag, lá estava eu na luta com um belo robalo cheio de força, foram cerca de  20 segundos com muita adrenalina até deixar de sentir  o peixe…desferrou do vinil (Black Minnow 120 kaki)! Naquele momento caiu-me o céu e a terra, era certamente um grande robalo que tinha perdido, e logo no dia do meu aniversário. Após uns segundos a contemplar o mar com uma sensação inexplicável e quase de revolta pois estava a trabalhar tão bem o peixe, lá voltei a pegar na cana (Cinnetic explorer seabass 330). Bastante desmotivado lá continuei a faina e passados poucos minutos novo ataque, agora à amostra (Duo Tide Minnow Slim 175 sardine) e nova luta com outro Labrax cheio de força mas não tão grande como o anterior. Colocado a seco admirei o belo peixe (56cm-2,1Kg) não muito comprido mas bem gordinho e com um lombo fantástico, que foi um grande petisco escaladinho grelhado na brasa. O ânimo tinha voltado e o barrote desferrado já estava esquecido. É por estas e por outras que a pesca é uma grande paixão.


O Alentejo encanta-me pela paisagem, pela calma, pela caça e pesca, pela deliciosa gastronomia mas principalmente pelos bons amigos que lá tenho desde o Alqueva ao Litoral. O Ramiro e o Luis e as respetivas famílias são o exemplo do bem receber e da gentileza do povo Alentejano….ah… e os “miolos” que não são de miolos, preparados pela Anabela, simplesmente fantásticos, de comer e chorar por mais. Este ano a amizade foi cimentada e no inverno como prometido lá estarei para fazer uma semana de spinning aos grandes robalos na companhia destes exímios pescadores…entretanto no início de Setembro lá estarei mais uma semanita!

Ramiro, Zé e Luís
Não posso deixar de referir e lembrar a companhia fantástica da minha mulher que me enche de felicidade. No fim das férias e tal como eu já começava a enjoar o peixe do mar!

Tivemos também junto a nós uns amigos de palmo e meio que quase diariamente estendiam a toalha em nosso redor e se deliciavam a brincar connosco ou a ouvir umas belas histórias.

Miguel…aqueles chocolates só em Setembro!

 








Boas Férias!

terça-feira, 16 de junho de 2015

Hat-trick aos robalos

Hat-trick

Por vezes na vida temos daquelas sensações inexplicáveis que certamente serão golpes de sorte mas que nos deixam a matutar, a vontade era nula e a chuva era imensa mas estava com uma grande fezada de que iria ferrar uns robalotes ao amanhecer… fazer um hat-trick  tal Cristiano Ronaldo!

Ainda de noite, com muita chuva e algum vento iniciei a faina e logo denoto que também o mar está com bastante sujidade. Momentos depois e já o dia nascia, rumo uma centena de metros a sul onde o mar trabalhava muito bem, lancei e mal o vinil (black minnow 120/25gr rosa) tocou na água o ataque foi instantâneo, peixe lutador (1,5Kg/54cm) na ponta da linha e cana vergada qual saudação ao Lobo do mar e ao seu deus Poseidon!

O primeiro da faina

Cinco minutos passados e já com uma duo tms AHA0011 ferrei um robalote (800gr/43cm) aos meus pés nos últimos cm de água! Sem tempo a perder fiz novo lançamento, duas corricadelas e forte ataque…que força e fantástica luta que este Labrax (1.8Kg/56cm) demonstrou para o seu tamanho, momentos deliciosos desta nossa paixão que é a pesca!

Ainda tentei ultrapassar o CR7 mas o hat-trick já estava feito tal como previ…que sorte Zé!!!

Material utilizado
Cana: Cinnetic explorer sea bass 330
Carreto: Penn conflict 4000
Amostras matadoras: Black minnow 120/25gr rosa e Duo tms 175 AHA0011

sábado, 30 de maio de 2015

Uma manhã às trutas

Uma manhã às trutas em nove fotografias...


O dia a nascer

Master Manuel em acção...




Commander José "fisgando" uma pintona...

A pequenina selvagem

Regressando ao habitat



Açude das trutas "tarolo"